Pular para o conteúdo
Home » Polishop: pedido de Recuperação foi aceito pela justiça, segundo Valor

Polishop: pedido de Recuperação foi aceito pela justiça, segundo Valor

A Polishop, tradicional varejista brasileira conhecida por seus produtos inovadores e demonstrações empolgantes em canais de TV, obteve nesta segunda-feira (20) a aprovação do pedido de recuperação judicial pela Justiça de São Paulo, conforme noticiado pelo Valor Econômico. A medida, solicitada pela empresa na 2ª Vara de Recuperações Judiciais do Tribunal de Justiça de São Paulo no dia 17 de maio, visa reestruturar as finanças da companhia e garantir sua continuidade operacional, preservando empregos e honrando compromissos.

Fundada em 1999 pelo visionário empresário João Appolinário, a Polishop alcançou seu ápice com cerca de 250 lojas espalhadas pelo Brasil, conquistando o público com um modelo de vendas inovador e produtos que facilitavam o dia a dia das pessoas. No entanto, nos últimos anos, a empresa enfrentou um cenário desafiador, marcado por dificuldades na economia nacional, mudanças no comportamento do consumidor e, principalmente, os impactos da pandemia de Covid-19, que ocasionaram restrições ao comércio e aumento dos custos operacionais, especialmente com o pagamento de aluguéis em shoppings.

Sobre a Polishop

A Polishop se consolidou como referência nacional em vendas inovadoras, utilizando canais de televisão e mídias digitais para apresentar produtos que facilitam a vida das pessoas. Com um catálogo amplo e diversificado, a empresa oferece desde itens para cozinha e casa até soluções para beleza, saúde e bem-estar, sempre com foco na qualidade, na praticidade e no design diferenciado. Ao longo de sua trajetória, a Polishop conquistou a confiança e a admiração do público, construindo uma marca forte e reconhecida em todo o Brasil.

Próximos Passos da Polishop

Com a aprovação da recuperação judicial, a Polishop terá um período de 180 dias para apresentar um plano detalhado de reestruturação, que incluirá medidas para reduzir dívidas, otimizar processos e buscar novas fontes de receita. O plano, que será elaborado com a assessoria de especialistas e a participação ativa de credores e demais stakeholders, terá como objetivo principal garantir a viabilidade da empresa a longo prazo, preservando os cerca de 1.000 empregos diretos e indiretos gerados pela companhia.

A Polishop está comprometida em trabalhar de forma transparente e colaborativa com todos os seus stakeholders durante o processo de recuperação judicial. A empresa acredita que, com um plano de reestruturação sólido e o engajamento de todos os envolvidos, será possível superar os desafios atuais e construir um futuro sustentável para a companhia.

  • Dívidas estimadas: R$ 395,6 milhões
  • Prazo para apresentação do plano de reestruturação: 60 dias
  • Número de lojas em operação: 54

* A presente nota de imprensa tem caráter informativo e não deve ser interpretada como qualquer tipo de oferta ou promessa de investimento.

Autor

Meu nome é Luis, conhecido na internet como LEMO. Tenho 22 anos e sou estudante de Economia na Faculdade Técnica de Ostrava. Sou apaixonado por aprender sobre o funcionamento dos mercados e a dinâmica das economias ao redor do mundo.View Author posts